Costa promete erradicar pobreza e elevar complemento solidário para idosos

No projeto de erradicação da pobreza, Costa aponta os idosos como o grupo que mais deve ser protegido, e estabelece meta para os próximos quatro anos.

O secretário-geral do PS afirmou este domingo, na Guarda, que, para a próxima legislatura, tem a ambição de erradicar pobreza e de elevar o complemento solidário para idosos.

"A ambição que nós temos, na próxima legislatura, é avançarmos mais no objetivo de erradicar a pobreza. E se há pobreza que nós temos que erradicar é a pobreza que atinge os mais idosos, que são aqueles que estão mais frágeis, são aqueles que mais dependem dos outros", disse António Costa.

O secretário-geral do PS e atual primeiro-ministro falava no comício realizado este domingo na Praça do Município, na cidade da Guarda.

"E, por isso, temos um objetivo muito preciso para a próxima legislatura. É elevar o complemento solidário para idosos até ao limiar da pobreza, para que (...) consigamos chegar ao fim dos próximos quatro anos e dizer 'não há nenhum idoso que esteja em situação de pobreza no nosso país'", prometeu.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de