Governo vai nomear mediador para negociações entre ANTRAM e sindicato

Sindicato pediu que o Governo se sente à mesa, em reuniões bipartidas, com motoristas e patrões.

O secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita, anunciou, esta quinta-feira, em Lisboa, que o Governo vai nomear um mediador para tentar terminar o conflito entre a ANTRAM e o Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP).

"O Governo não deixará de acionar estes mecanismos nos termos legais, e, portanto, nomear um mediador que contactará a ANTRAM para avaliar de alguma forma a disponibilidade da ANTRAM tirar partido deste processo de mediação", disse Miguel Cabrita aos jornalistas à porta das instalações da Direção Geral do Emprego e Relações de Trabalho (DGERT).

De acordo com o governante, a mediação trata-se de um direito previsto no Código do Trabalho, que "pode ser espoletado por qualquer uma das partes".

Antes das declarações do secretário de Estado, o presidente do SNMMP tinha anunciado que o sindicato pediu a mediação do Governo para chegar a um entendimento que permita terminar a greve.

Os motoristas de transportes de matérias perigosas e de mercadorias cumprem hoje o quarto dia de uma greve por tempo indeterminado, que levou o Governo a decretar uma requisição civil na segunda-feira à tarde, alegando incumprimento dos serviços mínimos.

A greve foi convocada pelo SNMMP e pelo Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM), com o objetivo de reivindicar junto da Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM) o cumprimento do acordo assinado em maio, que prevê uma progressão salarial.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de