Negociações falharam. Motoristas confirmam pré-aviso de greve para 12 de agosto

Patrões e sindicatos não chegaram a acordo e o pré-aviso de greve vai mesmo ser entregue.

Os sindicatos Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) e Independente dos Motoristas de Mercadorias estiveram reunidos com a Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM), mas as negociações não foram suficientes para 'travar' a ameaça de greve dos trabalhadores que pararam o país na Páscoa e que podem voltar a fazê-lo em pleno mês de agosto.

A reunião, sob a mediação do Ministério do Trabalho, durou quase cinco horas, porém o pré-aviso anunciado no dia 6 deste mês mantém-se.

Estes dois sindicatos independentes, juntamente com a federação sindical filiada na CGTP, têm vindo a negociar com a associação empresarial do setor, a Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM), a revisão do contrato coletivo, sob a mediação da Direção Geral do Emprego e Relações de Trabalho do Ministério do Trabalho.

À saída da reunião, o vice-presidente do Sindicato dos Motoristas de Matérias Perigosas anunciou que o pré-aviso de greve abrange também os motoristas de mercadorias, referindo ainda que conta com o apoio dos sindicatos espanhóis. "Não temos tempo determinado para terminar a greve", afirmou Pedro Pardal Henriques aos jornalistas.

"Há mais de 20 anos que se anda a gozar com estas pessoas. Estão cansados, chegou a altura de dizerem que não aceitam mais", acrescentou. Pardal Henriques acusou ainda a ANTRAM de "fugir às responsabilidades", criticando o facto de o presidente da associação ter faltado à reunião desta segunda-feira. "Deram o dito por não dito."

As acusações da ANTRAM

O porta-voz da ANTRAM garante que o Sindicato dos Motoristas de Matérias Perigosas foi à reunião com o objetivo de apresentar o pré-aviso de greve.

"Este sindicato sai mais uma vez da reunião sem conhecer as contrapropostas da ANTRAM", disse à TSF André Matias de Almeida, acusando o sindicato dos motoristas de ter estado "apenas focado em apresentar o pré-aviso de greve.

O porta-voz da ANTRAM rejeita ainda as críticas dos motoristas e garante que é o sindicato que está a dar o "dito por não dito".

André Matias de Almeida desvaloriza a greve agora agendada para 12 de agosto. "Os portugueses já estão habituados as estes procedimentos, as empresas estarão preparadas. Não creio que esta tenha o impacto da outra greve", disse.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de