PIB de Portugal ainda está longe da Zona Euro

O Banco de Portugal (BdP) revela esta quarta-feira, no Boletim Económico do Verão, que o Produto Interno Bruto (PIB) Português está longe de convergir com os países da zona Euro.

As previsões do Banco Central apontam para um PIB per capita, em 2021, próximo de 60% da média da zona Euro. O Banco de Portugal chama-lhe "um processo muito gradual de convergência da economia real da economia portuguesa" mas também poderia ser o longo caminho para convergir com a área do Euro.

Se Portugal está dentro de 60% da média do "EUROPIB", Espanha cumpre 80% e Itália está dentro de 90% da média.

Esta é uma realidade para 2021, num momento em que o Banco de Portugal mantêm quase inalterada a evolução do PIB nos próximos anos.

Face à ultima projeção o crescimento da riqueza nacional baixa um ponto percentual em 2020. Assim o próximo ano passa a ter um PIB estimado de 1,6%.

Assim, "estima-se que, após um aumento de 2,1% em 2018, o PIB cresça 1,7% em 2019 e 1,6% em 2020 e em 2021. A projeção para a evolução do PIB em 2020 foi revista ligeiramente em baixa, reflexo do enquadramento internacional", sublinha o BdP.

Tal como em anterior boletins o Banco de Portugal continua a alertar para o contributo da procura interna para o crescimento do PIB ser superior ao contributo das exportações.

Este padrão de crescimento traduz-se num saldo negativo da balança de bens e serviços a partir já deste ano.

Para o BdP "esta evolução exige uma atenção particular, uma vez que o endividamento externo da economia portuguesa permanece num nível elevado e constitui uma das suas principais vulnerabilidades latentes".

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de