João Rendeiro estará na África do Sul. Revelação foi feita pela mulher

O paradeiro de João Rendeiro, ex-banqueiro do BPP, era até agora desconhecido.

João Rendeiro estará na África do Sul, após a fuga à Justiça há menos de dois meses. O suposto paradeiro foi revelado pela mulher, Maria de Jesus, durante o interrogatório com a juíza de instrução criminal, avança a RTP.

A revelação de Maria de Jesus Rendeiro terá deixado a juíza - Catarina Pires - surpresa. Esta declaração terá sido um dos fatores que permitiram que a mulher do ex-banqueiro não tivesse ficado em prisão preventiva. Apesar da "prova abundante", esclarece a RTP, desta forma Maria de Jesus Rendeiro conseguiu ficar em prisão domiciliária.

A mulher de João Rendeiro, que é suspeita de crimes ligados às obras de arte do ex-banqueiro do BPP, soube ao início da noite desta quinta-feira que iria ficar em prisão domiciliária com vigilância eletrónica, após o tribunal considerar existir perigo de fuga, perigo de perturbação do inquérito/investigação e perigo de continuação da atividade criminosa, indica uma nota do TIC.

Segundo a informação divulgada esta pelo Tribunal, Maria de Jesus Rendeiro viu ainda ser-lhe aplicada como medida de coação a proibição de contactar com o presidente da Antral, Florêncio de Almeida, e com o filho deste.

O tribunal confirmou que a arguida é suspeita dos crimes de descaminho, desobediência, branqueamento de capitais e de crimes de falsificação de documento.

Maria de Jesus Rendeiro foi detida no âmbito da operação D"Arte Asas dirigida pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal e executada pela Polícia Judiciária.

A mulher de João Rendeiro era fiel depositária dos quadros arrestados ao ex-banqueiro, considerando o tribunal que esta sabia das falsificações e do desvio das obras.

Notícia atualizada às 14h27

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de