José Abraão mais quatro anos à frente da FESAP

O reeleito secretário geral da Federação dos Sindicatos da Administração Publica, quer sentar-se à mesa com o governo, e evitar ir para a rua lutar

José Abraão foi reeleito esta quarta-feira secretário-geral da Federação de Sindicatos da Administração Pública (FESAP), com mais de 98% dos votos expressos em assembleia geral eleitoral.

Entrevistado na Tarde TSF, o sindicalista lamentou a falta de vontade dos diversos setores do governo, para ouvir os trabalhadores, mesmo que depois, não poupe elogios aos trabalhadores que mais empenhados estão na luta contra a pandemia.

José Abraão quer que muitas matérias sejam discutidas pelos parceiros sociais, a tempo das decisões do próximo Orçamento do Estado.

E espera que não seja necessário, ir para a rua lutar.

De acordo com o relatório eleitoral, estavam inscritos 97 eleitores, representantes de mais de três dezenas de organizações sindicais que integram a FESAP, e votaram 71 sindicalistas, o que corresponde a 73,2% do total de inscritos.

Dos votos expressos, 70 foram favoráveis à lista A, para o Secretariado Nacional e para a Mesa da Assembleia Geral, o que corresponde a 98,59%, e apenas houve um voto contra (1,41%) para ambos os órgãos.

Para o Conselho Fiscalizador de Contas e Disciplinar foram registados dois votos contra.

Não se registaram votos brancos, mas não votaram 26 eleitores (26%).

Os novos dirigentes vão estar em funções até 2025.

A assembleia geral eleitoral da FESAP decorreu no auditório da UGT, em regime misto, presencial e por videoconferência, mas a votação realizou-se exclusivamente através de voto eletrónico.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de