"Não sentimos a crise em termos de manobras no porto de Setúbal"

Depois das dragagens, o porto de Setúbal ficou mais seguro e, a nível de movimento, está próximo do recorde.

Desde que as dragagens foram concluídas no porto de Setúbal, trabalha-se com maior segurança e, pelo movimento, nem se nota que o país está a ser atingido por uma pandemia. É o que revela o comandante piloto sénior do Porto de Setúbal. Nuno Gouveia explica à TSF que o movimento está muito próximo do recorde.

"Nota-se bastante o aumento da navegação. Em termos de número de manobras isto subiu muito. Não sentimos a crise, em termos de manobras, quem está aqui a trabalhar não diz que estamos num período de pandemia", sublinha Nuno Gouveia, que acredita estar perto "do número recorde de manobras".

O comandante Nuno Gouveia reconhece que o trabalho é agora mais seguro, no Porto de Setúbal. "As bóias ainda não estão colocadas, mas em termos de fundos trabalhamos com muito mais segurança. Dentro do tipo de navios que fazemos, quer de contentores ou carga geral, os de automóveis temos muitos. Hoje é muito mais fácil, trabalhamos mesmo com mais segurança. Já as correntes, notamos que são diferentes desde que as dragagens foram feitas."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de