NOS diz que Anacom é a única responsável por atraso no 5G. Comercialização em breve

Operadora foi a que mais gastou no leilão: 165 milhões de euros.

Concluído o leilão das frequências do 5G, a NOS, empresa que mais gastou no leilão da nova geração de rede móvel, ainda não garante uma data para o arranque da oferta comercial do serviço.

A administradora que trata da regulação da operadora, que gastou 165 milhões de euros, Filipa Carvalho, explicou à TSF que o arranque depende da ANACOM.

Sobre o atraso no processo, Filipa Carvalho espera que as responsabilidades sejam atribuídas à única parte que travou o processo.

A administradora da NOS não duvida de que os outros concorrentes vão contestar o desfecho, mas acredita que isso não fará atrasar o serviço.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de