Novo Banco. António Ramalho reconduzido para novo mandato até 2024

Esta nomeação fica sujeita à autorização das entidades reguladoras competentes.

António Ramalho foi esta quinta-feira reconduzido para um novo mandato como presidente do Conselho de Administração Executivo do Novo Banco, que passa a integrar Andrés Baltar, em substituição de Vítor Fernandes, foi anunciado.

Em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o Novo Banco anuncia que o Conselho Geral e de Supervisão nomeou, como membros do Conselho de Administração Executivo para o quadriénio 2021-2024, e sujeito à autorização das entidades reguladoras competentes: António Ramalho - como CEO -, Luis Ribeiro - Chief Commercial Officer (Retail), Luísa Soares da Silva - Chief Legal and Compliance Officer, Mark Bourke - Chief Financial Officer, Rui Fontes - Chief Risk Officer e Andrés Baltar Garcia - Chief Commercial Officer (Corporate).

O Novo Banco informa ainda que "os membros do Conselho de Administração Executivo, Jorge Freire Cardoso, José Eduardo Bettencourt e Vítor Fernandes, apresentaram a sua renúncia ao respetivo cargo, com efeitos a 30 de novembro de 2020, e que, em substituição de Vítor Fernandes, foi nomeado pelo Conselho Geral e de Supervisão, como membro do Conselho de Administração Executivo durante o mandato em curso, Andrés Baltar Garcia".

Esta nomeação fica sujeita à autorização das entidades reguladoras competentes, refere o comunicado ao mercado.

Segundo comunicado do banco, Andrés Baltar tem mais de 20 anos de experiência em banca de empresas, tendo liderado esta área do Barclays Bank na Europa, que incluía a responsabilidade por Portugal e Espanha. "Os mais de seis anos de trabalho direto em Portugal permitiram-lhe adquirir um profundo conhecimento do setor empresarial português e do segmento de PME", refere a nota.

Byron Haynes, chairman do Novo Banco, citado no comunicado, considera que Andrés Baltar "é um importante contributo à equipa do Conselho Executivo", que "ajudará a crescer e a desenvolver o segmento de empresas e PME".

O atual mandato dos membros do Conselho de Administração Executivo, Vítor Fernandes, José Eduardo Bettencourt e Jorge Freire Cardoso termina em 31 de dezembro de 2020. Mas, refere, "foram aceites as suas renúncias, com efeitos a partir de 30 de novembro de 2020, permitindo que a equipe recém-nomeada esteja alinhada e envolvida no plano estratégico 2021-2024, antes de 2021, reforçando o processo de transição".

O Conselho de Administração Executivo do Novo Banco passa a ter seis elementos, em vez dos anteriores oito. A assembleia-geral do Novo Banco aprovou, também esta quinta-feira, o Conselho Geral e de Supervisão (CGS) para o quadriénio 2021-2024, composto por dez membros liderados por Byron Haynes, como chairman, e Karl-Gerhard Eick, como vice-chairman, incluindo o novo membro William Henry Newton, ex-sócio da Deloitte Grupo FIG, com 33 anos de experiência em risco de crédito, recuperação de empresas e gestão de carteiras.

Foi também deliberada a nomeação de Miguel Roballo - partner da Priscus Iberia e ex-membro da comissão executiva do Banco Popular Portugal - para integrar a comissão de acompanhamento, enquanto Fernando Ferreira Pinto presidirá à Mesa da Assembleia Geral.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de