Número de empresas que pensa despedir caiu

Inquérito mensal da Confederação Empresarial mostra que a quantidade de empresas que pensa reduzir os quadros nos próximos três meses diminuiu face a janeiro.

Em cada cem empresas portuguesas, 15 preveem fazer despedimentos nos próximos três meses. A conclusão consta do estudo mensal "Sinais Vitais", elaborado para a Confederação Empresarial de Portugal pelo ISCTE.

O valor representa uma queda face aos 18% que em janeiro previam reduzir o quadro de pessoal.

No outro lado da moeda, aumentou tanto o número de companhias que acredita ir manter o número de trabalhadores (passou de 74% para 78%) e o de marcas que estima aumentar o efetivo (subiu de 7% para 8%)

Metade das empresas inquiridas adivinha uma quebra nas vendas do primeiro trimestre face ao mesmo período de 2020. Um terço projeta uma manutenção, enquanto 16% são mais otimistas e adivinham um aumento.

Quanto às medidas lançadas pelo governo para combater a crise, cerca de 40% consideram que são insuficientes. Três em cada dez entendem que são adequadas, enquanto 21% qualificam-nas de demasiado restritivas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de