Número de turistas em Portugal subiu 48,4% em 2021, mas ficou 61% abaixo de 2019

Os efeitos dos constrangimentos resultantes da Covid-19, nomeadamente os confinamentos no ano de 2021, foram os responsáveis para que os números continuem "aquém dos níveis de 2019".

Portugal recebeu 9,6 milhões de turistas não residentes em 2021, um crescimento de 48,4% face a 2020, mas ainda 61% abaixo dos 24,6 milhões de turistas acolhidos no ano pré-pandémico de 2019, informou esta quinta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

"O ano de 2021 foi ainda marcado pelos efeitos dos constrangimentos decorrentes da pandemia Covid-19, sobretudo as medidas de confinamento no primeiro semestre e no final do ano, com efeitos negativos no setor do turismo que, apesar de ter crescido face a 2020, ano de contração sem precedente da atividade turística, ficou ainda aquém dos níveis de 2019", lê-se nas 'Estatísticas do Turismo 2021' do INE.

Segundo o instituto estatístico, "Espanha manteve-se como o principal mercado emissor de turistas internacionais [quota de 30,2%], tendo registado um crescimento de 57,3%".

Já o mercado francês (16,1% do total) continuou em segundo lugar, aumentando 46,2%, e no número de turistas do Reino Unido (10,6%) verificou-se também uma variação positiva de 24,0% em 2021, enquanto o mercado alemão (8,0%) cresceu 39,1%.

Considerando a generalidade dos meios do alojamento turístico (hotelaria, turismo no espaço rural/habitação, alojamento local, campismo e colónias de férias e pousadas da juventude), em 2021 registaram-se 16,0 milhões de hóspedes e 42,6 milhões de dormidas, traduzindo-se em aumentos de 36,9% e 40,7%, respetivamente (-60,4% e -61,1%, pela mesma ordem, em 2020).

Face a 2019, registaram-se diminuições de 45,8% no número de hóspedes e 45,2% no de dormidas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de