Portugal com 3.º maior recuo da UE nas vendas a retalho em janeiro

As maiores quebras nas vendas a retalho registaram-se na Áustria e Eslováquia (-16,8%), Eslovénia (-13,0%) e Portugal (-10,9%).

As vendas a retalho recuaram em janeiro na zona euro e na União Europeia (UE), com Portugal a registar a terceira maior quebra homóloga, de 10,9%, divulga esta quinta-feira o Eurostat.

De acordo com dados do gabinete estatístico europeu, face a janeiro de 2020, o volume das vendas a retalho diminuiu 6,4% na zona euro e 5,4% na UE.

Na comparação com dezembro, as vendas a retalho recuaram 5,9% na zona euro e 5,1% na UE.

Na variação homóloga, as maiores quebras nas vendas a retalho registaram-se na Áustria e Eslováquia (-16,8%), Eslovénia (-13,0%) e Portugal (-10,9%), enquanto as principais subidas foram observadas na Estónia (8,0%), Bélgica (4,2%) e Finlândia (3,8%).

Face a dezembro, a Áustria (-16,6%), a Irlanda (-15,7%) e a Eslováquia (-11,1%) registaram as principais diminuições das vendas a retalho e a Suécia (3,5%), a Bulgária (1,8%) e a Estónia (1,7%).

Em Portugal, as vendas a retalho caíram 4,8% de dezembro para janeiro.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de