Preços das casas subiu 10% em 2018. Portugal registou maior aumento

O Eurostat revelou que houve um aumento de 10,3% em relação ao ano anterior.

Portugal foi, em 2018, o país da União Europeia (UE) onde os preços da habitação mais subiram, com um aumento de 10,3% face ao ano anterior, mais do dobro da média comunitária, divulgou o Eurostat.

Segundo dados hoje publicados pelo gabinete de estatísticas comunitário, em 2018 registou-se uma subida homóloga média de 4,4% no Índice de Preços da Habitação em toda a UE, enquanto o aumento médio na zona euro foi de 4,3%.

A seguir a Portugal, que liderou as subidas no ano passado neste indicador, surge a Irlanda (+10,2%), a Letónia (+9,8%) e a Hungria (+9,7%).

Em sentido inverso, as maiores quedas no Índice de Preços da Habitação foram verificadas, em 2018, na Suécia (-0,9%) e em Itália (-0,6%).

Para a Eslovénia não são apresentados valores.

Ao todo, entre 2010 e 2018, os preços da habitação aumentaram 15% na UE e 11% na zona euro, assinala o Eurostat.

Neste período, as maiores subidas foram verificadas na Estónia (+83%), Letónia (+61%), Áustria (+56) na Suécia (+55%) e no Luxemburgo (+50%), enquanto os maiores decréscimos se registaram em Itália (-17%), Espanha (-12%) e Chipre (-8%), adianta o gabinete de estatísticas da UE.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados