Portugueses vão gastar mais neste Natal. Presentes estão à frente da poupança

Longe vão os tempos em que os portugueses gastavam 500 euros no Natal. Não acontece desde 2009.

Os portugueses vão gastar mais nas prendas de Natal deste ano. Segundo um estudo do Instituto Português de Administração de Marketing, em média cada pessoa vai despender 385 euros para oferecer presentes à família e amigos, mais 13 euros que em 2018.

Na prática, 24% dos portugueses preveem gastar mais do que no ano passado, enquanto os restantes admitem gastar o mesmo do ano passado.

Mafalda Ferreira, coordenadora do estudo, nota que os presentes são prioridade em relação à poupança. "Apenas 5,7% refere que não vai gastar, portanto o subsídio em muito poucas circunstâncias está ligado à poupança e muito mais ligado a compras no Natal", esclarece.

As crianças estão em primeiro lugar e os brinquedos, roupa e sapatos estão no top dos presentes mais comprados.

Os portugueses continuam a preferir comprar em centros comerciais, mas o comércio de rua está a crescer e a ganhar terreno. "18,3% dos inquiridos revelam que vão fazer compras no comércio de rua", revelou Mafalda Ferreira.

Os presentes vão ser comprados em dezembro, contrariamente aos anos de crise, em que os portugueses admitiram compraram as prendas depois do Natal para a aproveitar as promoções.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de