Só um sindicato ficou de fora do acordo da Portway com os trabalhadores

Os trabalhadores da empresa que gere as bagagens nos aeroportos nacionais têm estado em greve.

A Portway anuncia que chegou à acordo com quatro dos cinco sindicatos para que têm estado em greve. Os trabalhadores da empresa que gere as bagagens nos aeroportos nacionais têm-se manifestado apelando a melhores condições de trabalho.

Em declarações à TSF, Rita Reis, porta-voz da Portway, explica que entre os termos do acordo estão as progressões na carreira, aumentos acima da inflação ou a criação de seguros de saúde.

Rita Reis espera que o entendimento marque o início de um período de paz na empresa, uma vez que "as principais preocupações dos trabalhadores foram ultrapassadas".

Os trabalhadores da Portway avançaram com um pré-aviso de greve de 1 de janeiro a 31 de março, que abrangia todo o trabalho extraordinário, banco de horas, alteração de horários e trabalho aos fins de semana.

O acordo abrange a maioria das estruturas sindicais com representação na Portway, nomeadamente o Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (SITAVA), Sindicato Democrático dos Trabalhadores dos Aeroportos e Aviação (SINDAV), Sindicato dos Técnicos de Handling dos Aeroportos (STHA) e Sindicato dos Trabalhadores da Marinha Mercante (SIMAMEVIP).

O sindicato Nacional dos Trabalhadores da Aviação Civil (SINTAC) ainda não chegou a acordo com a empresa.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de