Presidente da Sonangol não quer abandonar a GALP

Na petrolífera portuguesa a estrutura acionista tem 33% das ações na posse da Amorim energia que, por sua vez, é detida em 45% pela Esperanza Holding.

O presidente da Sonangol não quer abandonar a GALP, mas quer deixar de fora Isabel dos Santos. Numa entrevista ao Diário de Notícias, Sebastião Gaspar Martins reitera o seu interesse estratégico em estar na Galp" através da Amorim Energia, que é acionista direta na empresa.

Na petrolífera portuguesa a estrutura acionista tem 33% das ações na posse da Amorim Energia que, por sua vez, é detida em 45% pela Esperanza Holding, uma sociedade onde além da Sonangol está a empresária Isabel dos Santos.

Sobre esta relação, o executivo angolano adianta que a sociedade Esperanza Holding continua a ter existência legal, mas há um litígio entre os acionistas que está a ser objeto de tratamento judicial.

Sebastião Gaspar Martins espera para breve uma decisão da Justiça Holandesa, já que a holding angolana está sediada em Amesterdão.

Nesta entrevista ao DN, o presidente da Sonangol adiantou ainda que a decisão de vender a participação da petrolífera no Banco Comercial Português ainda não está tomada. A venda das ações no BCP será feita em coordenação com o Governo de Luanda.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de