Proibida a circulação de pesados com matérias perigosas aos domingos e feriados

A portaria estipula também que é proibida a circulação daqueles veículos pesados às segundas-feiras, entre as 07h00 e as 10h00, salvo nos meses de julho e agosto, em vias de acesso às cidades de Lisboa e Porto.

A portaria que altera as restrições à circulação rodoviária de automóveis pesados que transportem mercadorias perigosas em cisterna foi publicada esta sexta-feira em Diário da República (DR).

"Treze anos volvidos sobre a última atualização do dispositivo legal em vigor, empreendeu-se um aturado trabalho de revisão do elenco de itinerários abrangidos pelas restrições previstas, tendo em conta os fins de segurança rodoviária e de fluidez do trânsito que se pretende acautelar", refere a portaria.

Desta análise - indica o preâmbulo da portaria - concluiu-se que podem "ser desclassificadas algumas das vias até agora objeto de restrições, e que, simetricamente, devem ser acrescentadas duas novas vias à lista das abrangidas pelas restrições".

A portaria estipula contudo que é proibida a circulação daqueles veículos pesados às segundas-feiras, entre as 07h00 e as 10h00, salvo nos meses de julho e agosto, nas vias de acesso às cidades de Lisboa e Porto indicadas no diploma e nas quais se inclui a A1 entre Alverca e Lisboa, a A8, entre Loures e Lisboa e EN6, entre Cascais e Lisboa e a A28 e EN 209, entre Gondomar e o Porto.

A proibição é apenas no sentido de entrada naquelas cidades.

A portaria determina também a proibição de circulação de veículos pesados que transportem mercadorias perigosas em cisterna entre as 00h00 e as 24h00 de domingos e as 00h00 e as 24h00 de feriados nacionais, em toda a rede viária do território nacional.

A portaria estabelece ainda o sistema de adoção de restrições à circulação de veículos que transportem mercadorias perigosas através dos túneis rodoviários.

Para a formulação da portaria foi ouvida a Comissão Nacional do Transporte de Mercadorias Perigosas.

A ANTRAM considera que foi dada resposta à única reivindicação que sustentava o pré-aviso de greve do SNMMP marcada para começar no fim da próxima semana. "Esta portaria que o Governo hoje comunica ao país é algo que vem definido e clarificado no protocolo assinado a 17 de maio entre a ANTRAM e o Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas. É, por um lado, a representação de uma regulação que era necessária para as empresas, e, por outro, uma clarificação para os trabalhadores que muito reclamaram por esta portaria."

André Matias de Almeida, porta-voz da ANTRAM, considera que se trata de uma boa medida. "Para as empresas, significa que, pelo menos, estarão em pé de igualdade", conclui.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de