Queixas sobre electricidade e gás aumentam 11%

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos recebeu 23.706 reclamações e pedidos de informação no ano 2020.

De acordo com a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), num comunicado enviado às redações, as reclamações de 2020, foram mais 2348 do que em 2019, "refletindo um crescimento de 11%".

Os temas em relação aos quais houve mais reclamações foram a faturação (7443) e o contrato de fornecimento (3222).

A ERSE sublinha que "o setor elétrico foi o mais reclamado, com 15.188 reclamações e 1051" pedidos de informação, mas também é preciso notar que este setor representa um universo de clientes abastecidos na ordem dos 6,3 milhões.

No setor do gás natural, onde existem cerca de 1,5 milhões de clientes, "registaram-se 1628 reclamações e 106 pedidos de informação, durante o último ano", adianta.

O fornecimento dual (eletricidade e gás natural) esteve na origem de 3757 reclamações e 141 pedidos de informação.

A ERSE destaca que, do total de contactos dos consumidores, mais de metade (16797) foram efetuados na Plataforma do Livro de Reclamações Eletrónico, uma ferramenta disponibilizada pelos
serviços públicos essenciais aos consumidores.

O regulador da área da energia registou ainda 64 reclamações e pedidos de informação dos utilizadores de veículos elétricos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de