Receitas da TAP estão "a subir" um "bocadinho acima da globalidade do setor"

Ministro das Infraestruturas e Habitação salientou que a Portugália "é um dos instrumentos mais importantes na estratégia de recuperação da TAP".

O ministro das Infraestruturas e Habitação afirmou esta segunda-feira que as receitas da TAP estão "a subir em linha, mas um bocadinho acima da globalidade do setor", o que indica que "não está mal" quando comparada com os concorrentes.

Pedro Nuno Santos está a ser ouvido na comissão parlamentar conjunta de Orçamento e Finanças e Economia, Obras Públicas, Planeamento e Habitação, no âmbito da apreciação, na especialidade, do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022).

"As receitas da TAP estão a subir em linha, mas bocadinho acima da globalidade do setor", disse o ministro.

Ou seja, "quer dizer que a TAP não está mal do ponto de vista de receitas quando comparada com os seus concorrentes", acrescentou Pedro Nuno Santos.

Durante a sua audição, que está a decorrer desde as 16:00, o governante salientou que a Portugália "é um dos instrumentos mais importantes na estratégia de recuperação da TAP", salientando que o trabalho desta empresa é de "'feeder', alimentador da TAP".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de