Redução da dívida pública para 127% do PIB

A dívida pública deverá reduzir-se 8 pontos percentuais em 2021 e reduzir 6 pontos em 2022.

De acordo com um comunicado do gabinete do ministro das Finanças, que cita a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública, "a dívida direta do Estado em dezembro de 2021, corrigida de consolidações da Administração Central foi de 260,4 mil milhões de euros".

Em 2021, a redução da dívida pública em percentagem do PIB, na ótica de Maastricht, deverá ser de cerca de 8 pontos percentuais, colocando o rácio da dívida na casa dos 127%. "Portugal retoma assim a trajetória de redução da dívida que foi interrompida devido à pandemia", sublinha o Ministério das Finanças.

Este valor "agora apurado pela Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública confirma que o país irá cumprir com a trajetória de redução significativa da dívida pública com que se comprometeu", acredita o gabinete de João Leão.

Esta sexta-feira foi aprovado o Programa de Financiamento do Estado português para 2022, "que prevê a emissão total de 17,7 mil milhões de euros em Obrigações do Tesouro, incluindo sindicatos bancários no valor de pelo menos 3 mil milhões de euros cada, e a emissão líquida de 3 mil milhões de euros em Bilhetes do Tesouro. Este programa de financiamento com a estratégia de gestão da dívida pública e a disponibilidade de fundos europeus subjacentes, em conjunto com as perspetivas mais recentes de crescimento económico, permitem antever que o rácio de dívida pública deverá situar-se em torno de 122% no final deste ano", explica o comunicado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de