Reservas de combustíveis no máximo para fazer face à greve de motoristas

Entidade Nacional para o Setor Energético apelou a reforço dos stocks de combustível.

Os postos de abastecimento de combustível já estão a tomar medidas e prometem fazer todos os esforços para que as reservas de gasóleo e gasolina estejam no nível máximo antes da greve, marcada para o dia 12 de agosto.

É a resposta da Associação Portuguesa de Empresas Petrolíferas ao apelo da Entidade Nacional para o Setor Energético, para um reforço dos stocks de combustível.

António Comprido, secretário-geral da APETRO, explica que estão a ser tomadas medidas para evitar escassez de combustível como aconteceu em abril.

"O que os nossos associados estão a fazer é planear a distribuição para ter stocks no máximo antes da greve. Há algumas alterações nas rotinas, nomeadamente nos prazos, abastecimentos que não eram necessários e estão a ser feitos. Tudo para atingir o pico máximo nos stocks de combustível".

O secretário-geral da APETRO partilha da opinião do ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno dos Santos, e para evitar uma corrida às bombas de gasolina pede para que os condutores não esperem pelo início da greve para abastecerem a viatura.

"Abastecer antes e não na véspera, as pessoas devem planear as deslocações e evitar uma corrida ás bombas. Se planearmos as coisas podemos minimizar o impacto da greve e evitar ruturas de stock".

Para bem da economia e de todos os cidadãos... António Comprido ainda acredita num acordo que possa suspender a greve de 12 de agosto

"Acredito e desejo que a greve seja cancelada. Todos temos consciência de que a greve vai perturbar a vida dos cidadãos e economia do país. Se as partes se entenderem seria muito bom".

A greve foi convocada pelo Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas e pelo Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias, começa no dia 12 e por tempo indeterminado. O Governo ainda tem que fixar os serviços mínimos.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados