Sete euros por pessoa, é quanto custa acabar com a infoexclusão em Portugal.

O Programa "Eu Sou Digital" é lançado esta terça-feira e quer acabar com 1 milhão de pessoas que não sabem o que é a Internet.

O programa "Eu Sou Digital" está orçado em 7 milhões de euros e vai ensinar a fazer uma pesquisa no Google ou usar uma conta de correio eletrónico, um trabalho que vai decorrer nos próximos dois anos para baixar para menos de 10% a taxa da população que nunca usou a internet.

O Secretário de Estado da Transição Digital, André Aragão de Azevedo, adianta que "aqui estamos a falar de pessoas que nunca utilizaram e em relação às quais nós queremos que consigam ter um nível de participação diferente. Estamos a falar de ser capaz de fazer uma pesquisa online, de criar um email, ou de fazer uma videoconferência com um familiar que se encontra longe, esse é o público de que estamos à procura".

André Aragão de Azevedo revela que "temos hoje 18% da população nestas condições, o que está acima da média da União Europeia, e queremos encurtar este fosso que ainda nos separa da média da união europeia e dai esse esforço muito grande de capacitarmos 1 milhão de pessoas".

No "Eu Sou Digital" os formadores vão ser voluntários. "Uma rede de 30 mil mentores voluntários com uma formação especifica e um rede de 1500 espaços onde será possível as pessoas deslocarem-se. Temos também a expectativa que estes mentores possam ser familiares" para mais facilmente chegarem às pessoas.

Escolas, juntas de Freguesia e Bibliotecas vão ser os lugares de aprendizagem deste novo mundo digital.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de