Taxa de ofertas de emprego sobe para 2,3% na zona euro no 2.º trimestre

As taxas de ofertas de emprego mais altas foram registadas na República Checa, na Bélgica e nos País Baixos.

A taxa de ofertas de emprego aumentou no segundo trimestre para os 2,3% na zona euro e os 2,2% na União Europeia (UE), segundo divulga esta quarta-feira o Eurostat.

Na zona euro, a taxa de ofertas de emprego acelerou para os 2,3%, entre abril e junho, face aos 2,1% dos três primeiros meses do ano e aos 1,6% do trimestre homólogo.

Na UE, os 2,2% comparam-se com os 2,0% do trimestre anterior e os 1,6% de ofertas de emprego do período homólogo.

Entre os Estados-membros para os quais há dados disponíveis, as taxas de ofertas de emprego mais altas foram registadas na República Checa (4,9%), na Bélgica (4,2%) e nos País Baixos (3,8%), enquanto as mais baixas se observaram na Grécia (0,3% no primeiro trimestre), na Bulgária, em Espanha e na Roménia (0,8% cada).

Portugal apresentou uma taxa de 1,0% de ofertas de emprego no segundo trimestre do ano.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de