Taxas de portagens sem aumentos em 2020

Os preços das portagens vão manter-se inalterados no próximo ano. A rede Brisa, uma das concessionárias de autoestradas em Portugal, justifica com a taxa negativa de inflação homóloga.

As taxas de portagem na rede Brisa vão ficar inalteradas em 2020, disse esta quarta-feira à Lusa fonte oficial da empresa concessionária da A1, A2, A5, entre outras autoestradas.

De acordo com fonte oficial da Brisa, tendo em conta o referencial para atualização de portagens, a taxa de inflação homóloga de outubro, sem habitação, no continente, "as taxas de portagem da rede Brisa não vão sofrer atualização em 2020".

Os preços das portagens nas autoestradas vão manter-se em 2020, tendo em conta a taxa negativa de inflação homóloga, sem habitação, de outubro, divulgada hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

A fórmula que estabelece a forma como é calculado o aumento do preço das portagens em cada ano está prevista no decreto-lei n.º 294/97 e determina que a variação a praticar em cada ano tem como referência a taxa de inflação homóloga sem habitação no continente verificada no último mês para o qual haja dados disponíveis antes de 15 de novembro, data limite para os concessionários comunicarem ao Governo as suas propostas de preços para o ano seguinte.

Tendo em conta a taxa de inflação homóloga de -0,13% em outubro, excluindo habitação, no continente, que foi divulgada hoje pelo INE, haverá uma estabilização dos preços das portagens no próximo ano.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados