Veto húngaro-polaco congela 45 mil milhões para Portugal

Chumbo da Hungria e Polónia em Bruxelas coloca em causa injeção de 45 mil milhões de euros destinada a Portugal. Governo tem plano B no Orçamento.

O veto da Hungria e Polónia ao Quadro Financeiro Plurianual 2021-2027 (QFP) e ao Fundo de Recuperação Europeu (programa "Próxima Geração UE") coloca em causa 45,1 mil milhões de euros que Portugal deveria receber até 2029.

Nos próximos anos, Bruxelas iria canalizar 29,8 mil milhões de euros para o Estado português ao abrigo do QFP, aos quais se acrescem 15,3 mil milhões de euros em subvenções a fundo perdido inscritas no plano de recuperação europeu. São injeções que ficam congeladas com o chumbo húngaro-polaco.

Os números foram confirmados pela TSF junto de fonte conhecedora do processo.

O Estado português também tem a possibilidade de, ao abrigo do fundo de recuperação, contrair empréstimos no valor de 10,8 mil milhões de euros. Este montante é um teto máximo e não uma injeção planeada. A este valor acrescem 12,8 mil milhões de euros ainda ao abrigo do Portugal 2020, que também não estão em causa no impasse europeu.

Somando todas as parcelas (e excluindo os potenciais empréstimos), Portugal deveria receber, ao todo, 57,9 mil milhões até 2029: são, em média, mais de 6 mil milhões de euros por ano.

Plano B permite financiamento de 1,2 mil milhões

Para fazer face a demoras na entrega das injeções europeias, o governo inscreveu um plano B no Orçamento do Estado, que abre a possibilidade de o executivo antecipar-se a Bruxelas e ir ao mercado pedir 1,2 mil milhões de euros, que serão amortizados quando os 27 abrirem a torneira.

Bruxelas mobiliza quase 1,8 biliões para a recuperação

O Conselho Europeu aprovou em julho o Fundo de Recuperação Europeu (Próxima Geração UE) e delineou o Quadro Financeiro Plurianual 2021-2027.

No total serão 1.824 mil milhões de euros:1.074,3 mil milhões para o Quadro Financeiro Plurianual, com execução prevista até 2030, e 750 mil milhões de euros do Fundo de Recuperação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de