Associação de Livreiros aplaude decisão da ministra

Vasco Teixeira, vice-presidente da Associação Portuguesa de Editores e Livreiros com o pelouro do livro escolar aplaudiu a decisão da ministra da Educação de não aplicar o acordo ortográfico nas escolas em 2010. Em declarações à TSF, Vasco Teixeira saudou esta quarta-feira uma decisão que diz «ir contra a corrente das asneiras deste e do anterior Governo».

Vasco Teixeira, um dos mais acutilantes críticos do acordo ortográfico, saudou esta quarta-feira a decisão da ministra da Educação, Isabel Alçada, de não aplicar nas escolas as novas regras para a ortografia já em 2010.

De acordo com o vice-presidente da Associação Portuguesa de Editores e Livreiros com o pelouro do livro escolar, esta decisão mostra «bom senso e conhecimento de causa» por parte do ministério da Educação.

«Mostra conhecer o assunto porque é completamente impossível aplicar o acordo ao sistema educativo já em Setembro de 2010. Todo o processo implica a produção de milhões de manuais, ajustes nas bibliotecas escolares, na formação de professores e tudo isso demora bastante tempo e tem que ser bem planeado», afirmou Vasco Teixeira em declarações à TSF.

O responsável pela produção de livros escolares em Portugal acrescentou que a aplicação do acordo «será possível para 2011 ou 2012 mas não para Setembro de 2010».

A ministra da Educação revelou, esta quarta-feira, que o acordo ortográfico não será aplicado nas escolas já no próximo ano, acrescentando que ainda não há prazos para o fazer. Isabel Alçada considerou que é preciso preparar melhor a mudança e informou que está a ser definida uma estratégia ainda sem metas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de