Educação

Conselhos para ajudar os filhos a estudar em dia de regresso às aulas

Nesta segunda-feira recomeçam as aulas para os alunos dos ensinos básico e secundário. Com o regresso à escola voltam também as preocupações dos pais. A coordenadora do Centro de Psicologia Clínica Educacional de Lisboa deixa alertas e conselhos para ajudar os estudantes a aprender melhor.

A coordenadora do Centro de Psicologia Clínica Educacional de Lisboa, a investigadora Dulce Guimarães, que lida com crianças e jovens com dificuldades de aprendizagem, explica que o mais importante é ensinar os filhos a estudar, dando-lhes capacidade para ser autónomos.

«Há pais que acompanham regularmente o estudo dos filhos, por vezes de forma excessiva, no sentido em que na sua intenção de ajudar quase se substituem ao esforço dos filhos», refere Dulce Guimarães, sublinhando que o mais importante «é modificar».

Uma atitude que pode surgir de pequenas mudanças práticas, como a hora de deitar ou levantar, assim como o local de estudo, explica a coordenadora do Centro de Psicologia Clínica Educacional de Lisboa. 

A investigadora constata também um aumento do número de alunos com mau aproveitamento e considera que esta é uma tendência que deve vir a agravar-se.

«Desde que o ensino é obrigatório, todos os alunos estão na escola, por isso as dificuldades tendem a aumentar, porque os alunos tendem a ser cada vez mais diferentes entre si, mas também porque o tempo na escola é cada vez maior e porque nem sempre aquilo que a escola dá coincide com aquilo que os alunos precisavam e queriam receber», considera a investigadora.

  COMENTÁRIOS