Assembleia República

Ministra da Educação no Parlamento em clima de crispação

Foi em clima de grande crispação que a ministra da Educação esteve, esta terça-feira, no Parlamento. Os trabalhos foram mesmo interrompidos após uma troca de acusações entre Maria de Lurdes Rodrigues e a deputada do Bloco de Esquerda, Ana Drago.

Tudo indica que está será a última ida de Maria de Lurdes Rodrigues à Assembleia da República, pelo que os deputados  aproveitaram para fazer o balanço de quatro anos de mandato.

PUB

Crispada desde o início, a troca de palavras entre a oposição e Maria de Lurdes Rodrigues atingiu o auge quando, depois das críticas, a deputada do Bloco de Esquerda, Ana Drago, lançou a pergunta: «Eu gostaria de saber se a sra. Ministra estaria disposta a continuar como ministra da Educação se o sr. primeiro-ministro o convidasse?»

«É mesmo preciso aguardar aquilo a que se chama o processo eleitoral, os 'votozinhos' sra. deputada necessitam de ser contados», respondeu a titular da Pasta da Educação 

Indignada com o tom da ministra, Ana Drago batia na bancada, o que levou António José Seguro, presidente da comissão a interromper os trabalhos.

No regresso a ministra da Educação retomou o tom, insistindo que «até os portugueses  votarem nada está decidido, nem na minha cabeça nem na sua deve estar».