Parque Escolar: BE pede relatório da auditoria ao Ministério da Educação

O Bloco de Esquerda pediu ao Ministério da Educação o relatório da auditoria feita à Parque Escolar, com base na qual o ministro Nuno Crato disse ter havido uma derrapagem de custos na empresa 447%.

«O ministro da Educação veio ao Parlamento na última terça-feira e apresentou um conjunto de dados que fariam parte de uma auditoria da Inspeção-geral de Finanças à Parque Escolar. Logo no dia seguinte, a Parque Escolar fez um comunicado público dizendo que os números apresentados pelo senhor ministro não correspondiam àquilo que eram de facto os custos e a previsão», explicou Ana Drago.

A deputada do BE falava em declarações aos jornalistas, na Assembleia da República, para explicar o requerimento enviado ao ministério de Nuno Crato.

Para a deputada, «está instalada uma guerra de números entre o ministério e a Parque Escolar sem que seja divulgado e tornado público o relatório da auditoria da Inspeção-geral de Finanças».

«Estranhamos que o senhor ministro venha ao Parlamento, que fiscaliza a ação do Governo, apresentar um conjunto de dados e não traga aquilo que é o relatório que vai atestar esses mesmos números e permitir-se instalar aqui um contraditório», acrescentou.

Segundo o ministro Nuno Crato, o custo unitário estimado de cada obra da Parque Escolar aumentou mais de 400% desde 2007, chegando hoje a 15,45 milhões de euros.

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de