CGTP diz que paralisação acontece no momento certo

O secretário-geral da CGTP considerou que a greve geral está a correr «relativamente bem» e defendeu que este era o momento certo para uma paralisação, em resposta aos críticos do 'timing' definido pela intersindical.

«Quando se diz que a CGTP convocou esta greve geral num momento que não seria adequado, nós perguntamos, então qual seria o momento?», questionou o secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, em frente ao Liceu Passos Manuel, em Lisboa, que visitou ao final da manhã de hoje, na companhia do secretário-geral da Fenprof, Mário Nogueira.

Para o dirigente da CGTP, a iminente discussão e votação na Assembleia da República da proposta de lei do Governo que pretende alterar o Código do Trabalho, agendada para 28 de março, é justificação para a greve geral de hoje, que pretende marcar uma posição contra a proposta de lei, considerada pela CGTP como «uma imposição do Governo», que «não se disponibilizou a negociar».

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de