Incêndios

Circulação na Linha do Douro restabelecida

A circulação na Linha do Douro esteve interrompida devido a um incêndio que deflagrou no concelho de Valongo. A aldeia de Couce, que chegou a estar ameaçada pelas chamas, já está fora de perigo.

O incêndio em mato que deflagrou este domingo à tarde em Valongo, distrito do Porto, continua ativo com 242 operacionais a combaterem as chamas.

Em declarações à Lusa pelas 18:30, Bruno Fonseca, comandante da Corporação de Bombeiros de Valongo, explicava que apesar de o incêndio continuar ativo em duas frentes, a aldeia de Couce estava "fora de perigo, com uma defesa perimétrica" e com as habitações a serem protegidas.

A Linha do Douro, que chegou a estar cortada entre as estações de Valongo e apeadeiro de Terronhas, está novamente a funcionar mas com os comboios a circularem com um atraso de cerca de 40 minutos.

No terreno, às 20:45, a Proteção Civil dava conta de 242 operacionais a combaterem as chamas, apoiados por 68 meios terrestres.

O alerta do incêndio em Valongo foi dado pelas 14:27 e no início teve três frentes ativas.