Ricardo Araújo Pereira desiludido com FaceApp: "Pareço uma ameixa seca"

Esta semana uma "app" russa transformou as redes sociais numa espécie de "lar de terceira idade".

Esta semana uma "app" russa transformou as redes sociais numa espécie de "lar de terceira idade".

A "FaceApp" é uma aplicação que altera fotografias fornecidas pelo utilizador através de vários filtros gerados por inteligência artificial. Um desses filtros cria uma simulação de como o passar de 20 anos pode afetar a aparência de uma pessoa. Mas a app não faz só isso, também recolhe dados pessoais e os termos de uso incluem a cedência de todos os direitos sobre esses dados à app, de origem russa. As pessoas não se aperceberam do quão extensas eram as permissões que estavam a ceder ao utilizarem a "app", e seguiu-se uma onda de indignação nas redes sociais.

O caso foi analisado no Governo Sombra, e Ricardo Araújo Pereira lamenta que os burlões ataquem sempre os velhinhos, mesmo que ainda faltem vinte anos para serem velhinhos: "No meu tempo, havia burlas dirigidas a velhinhos, agora é sobre pessoas que querem saber como ficam quando forem velhinhos. A velhice está sempre envolvida." - conclui.

O humorista não fez o download da "app", mas não tardou a receber uma simulação de como será a sua aparência na velhice. E lamenta o resultado: "estava à espera de ser um senhor muito respeitável, e afinal pareço uma ameixa seca, todo encarquilhado", confessa.

A emissão completa do Governo Sombra, para ver ou ouvir , sempre em tsf.pt

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de