Meco: PGR garante que inquérito do MP foi aberto logo de início

A procuradora-geral da República garantiu na quarta-feira que o Ministério Público abriu inquérito à morte de seis jovens na praia do Meco logo após a ocorrência da tragédia, negando que o processo «estivesse parado».

«O Ministério Público (MP) entrou no processo logo de início. O processo não esteve parado», disse Joana Marques Vidal ao programa "Grande Entrevista" da RTP, referindo que inicialmente o inquérito correu na Comarca de Sesimbra, tendo posteriormente, face a alguma complexidade e ao impacto social do caso, sido avocado por um magistrado, com mais experiência e de grau superior, do Tribunal de Almada.

Joana Marques Vidal recusou-se a fazer qualquer comentário sobre as críticas feitas pelo anterior PGR Pinto Monteiro à forma como o MP atuou no início deste caso e justificou que «a Polícia Judiciária foi chamada quando o MP entendeu que devia ser».

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de