Magalhães é «primeiro grande computador ibero-americano», diz Sócrates

O primeiro-ministro aproveitou para promover o Magalhães, esta quinta-feira, no seu discurso na abertura da cimeira ibero-americana, em São Salvador. José Sócrates destacou que o Magalhães é o «primeiro grande computador ibero-americano» e que todos os seus assessores o usam.

Toda a intervenção de José Sócrates, a primeira da cimeira ibero-americana, que visa abordar o tema “Juventude e Desenvolvimento”, foi toda dedicada à promoção do portátil Magalhães e durou cerca de dez minutos.

José Sócrates destacou que o Magalhães é «primeiro grande computador ibero-americano», porque «não há nome mais ibero-americano do que Magalhães», para além de ter sido «concebido e produzido em Portugal».

O primeiro-ministro acrescentou que não se trata de um computador exclusivo para crianças, apesar de ter sido pensado para elas, «porque é resistente ao choque», como comprovou o próprio presidente da Venezuela, Hugo Chavez, que «já o atirou ao chão», mas também «resistente aos líquidos».

«É uma espécie de computador Tintim, porque é para ser usado dos sete aos 77 anos», sublinhou, lembrando que todos os seus assessores o usam diariamente, porque, tratando-se de um computador de ultima geração, não necessitam de mais nada.

José Sócrates ofereceu um Magalhães aos 22 Chefes de Estado presentes na cimeira, sendo que, durante a abertura da cimeira, Evo Morales, da Bolívia, e o anfitrião da cimeira, António Saca ,aproveitaram para navegar na Internet através do computador português.

Durante o seu discurso, António Saca agradeceu a oferta do governo português e prometeu utilizar o portátil como instrumento de trabalho na cimeira de 2009, que terá lugar em Portugal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de