Nota da Direção: A versão editada do Governo Sombra

O programa Governo Sombra que nasceu na TSF, com João Miguel Tavares, Pedro Mexia e Ricardo Araújo Pereira, moderado pelo jornalista desta rádio, Carlos Vaz Marques, ganhou uma versão televisiva há já alguns anos e acabou por mudar a duração com que era feito quando apenas existia na TSF.

Um programa com 70 ou 80 minutos não se compagina com o formato de uma rádio que tem noticiários de hora a hora, ou de meia em meia hora e por isso a versão radiofónica é alvo de uma edição, com cerca de 40 minutos. Essa edição é anunciada em antena remetendo para o online e para o formato podcast a versão integral. Todos os que querem ouvir todo o programa podem e devem faze-lo no site da TSF , ou descarregar o podcast correspondente.

Recentemente, por um erro que a TSF assume, o podcast do programa foi publicado com base na versão editada para a antena em vez de ter sido usada a versão integral como deveria ter acontecido. Este erro, apesar de involuntário, foi lamentável e prontamente emendado. Num espaço de horas a versão integral estava disponível em podcast. No site da TSF o programa esteve sempre na sua versão integral e foi inclusivamente promovido através de um alerta (push) enviado para os telemóveis e computadores de quem subscreve a TSF.

Esse erro valeu à TSF acusações de censurar um conteúdo. Os que seguem o trabalho da TSF há 31 anos, não terão acreditado nessas acusações, mas no mundo em que vivemos e com o tipo e a velocidade a que a informação muitas vezes nos chega, nem sempre será fácil distinguir o trigo do joio.

A marca TSF fala por si e as pessoas continuam a reconhecer neste projeto de informação o rigor e a credibilidade de sempre. Essa é a batalha diária de todos quantos ajudam a fazer esta rádio.

Resumindo: por uma questão de gestão de antena, dada a dimensão do programa, emitimos uma versão editada e remetemos - na própria antena - para o online e podcast, todos os que queiram ouvir o programa na totalidade.

Não somos imunes ao erro, mas esperamos, obviamente, que este problema não se repita e tudo faremos para o evitar.

"Censurado", não foi, não é, nem será, palavra que possa ser integrada no léxico, ou na prática da TSF. O trabalho que todos os dias fazemos responde por si.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados