Acordo com PSD ou convergência à esquerda? Jerónimo coloca dilema ao PS e fala em "resultado aquém"

Questionado pela TSF, Jerónimo diz que vai contactar ainda com António Costa. "Falarei quando for possível. A convergência não é uma palavra maldita."

Jerónimo de Sousa foi o primeiro líder partidário a reconhecer a derrota eleitoral. Numa altura em que ainda se contavam votos, o secretário-geral comunista, lamentava a perda "significativa" de deputados.

"O resultado obtido pela CDU nas eleições traduz uma quebra eleitoral com significativas perdas de deputados", lamentou. A CDU falha a eleição de deputados importantes no quadro do parlamento, como António Filipe, vice-presidente da Assembleia da República, e João Oliveira, dirigente do PCP e cabeça de lista por Évora. Além disso, a bancada da CDU perde a representação institucional dos deputados do PEV, como José Ferreira.

"Neste quadro mais difícil, a CDU reafirma a sua determinação de prosseguir e intensificar em defesa dos trabalhadores e do povo", acrescentou Jerónimo de Sousa, sublinhando depois, em resposta à TSF, que ainda não tinha falado com o secretário-geral socialista.

"Não falei com António Costa. Falarei quando for possível", disse, salientando que "a convergência não é uma palavra maldita".

CONSULTE AQUI TODOS OS RESULTADOS ELEITORAIS

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de