Adolfo Mesquita Nunes não será candidato à liderança do CDS

A informação foi avançada pelo próprio no Facebook.

Adolfo Mesquita Nunes não será candidato à liderança do CDS, avançou o próprio na sua página de Facebook. O centrista afirmou, contudo, que vai estar presente "na discussão sobre os desafios do CDS e sobre a necessidade de construir uma alternativa mobilizadora ao socialismo"

"Não serei candidato à liderança do partido, em coerência aliás com uma escolha que fiz em março deste ano, cuja fundamentação se mantém", escreveu.

Na mesma publicação, Adolfo Mesquita Nunes abre um parêntesis para dizer que não pretendia "falar em público do CDS nem dos seus desafios futuros antes de o fazer no Conselho Nacional do partido, que decorrerá esta quinta-feira".

No entanto, o "calendário mediático" obrigou-o a tornar pública a sua decisão. Adolfo Mesquita Nunes decidiu falar agora para que o seu silêncio não fosse mal interpretado: "para que ao meu silêncio não pudesse corresponder qualquer significado político de aceitação de um desafio do António Pires de Lima, um amigo, alguém que admiro muito e que é para mim uma referência".

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados