Costa apela à "mobilização de todos" os militantes do PS para garantir maioria

Numa mensagem enviada aos militantes socialistas no primeiro dia do ano, António Costa frisou que 2022 "começa com umas eleições decisivas para Portugal".

PorLusa
© Mário Cruz/Lusa

O secretário-geral do PS apelou, este sábado, à "mobilização de todos" os militantes socialistas para obter uma "vitória com maioria" nas próximas eleições legislativas, salientando a necessidade de "estabilidade para garantir a recuperação e o progresso".

"Apelo à mobilização de todos para garantir uma vitória do PS com maioria. Precisamos de estabilidade para garantir a recuperação e o progresso", lê-se numa mensagem do também primeiro-ministro aos militantes do PS, na qual deseja um "bom ano" aos membros do Partido Socialista.

Segundo António Costa, "quanto mais a luta aquece, mais forte tem de ser o PS".

Na semana passada, em entrevista à CNN Portugal, António Costa pediu o voto de "metade mais um" dos eleitores que forem às urnas a 30 de janeiro, sem recorrer ao termo "maioria absoluta", e reiterou que se demitirá se perder as eleições legislativas.

Durante a entrevista, o primeiro-ministro foi questionado se a palavra "absoluta" queima e se o objetivo eleitoral é mesmo a maioria absoluta e respondeu sem hesitar, mas voltando a evitar a palavra "absoluta".

"Não é uma questão de queimar, maioria é maioria. O que é que é maioria? É metade mais um. Pronto, é isso, para mim é muito claro", respondeu o líder socialista e chefe do executivo à questão colocada pela jornalista Anabela Neves.

Confrontado com o "enterro" da solução de Governo à esquerda, designada por "geringonça", Costa rejeitou essa hipótese: "Não podemos, não devemos dizer que morreu de vez".

Relacionados

Veja Também

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG