Cotrim de Figueiredo apela ao voto para IL ser terceira força política

O líder da Iniciativa Libera quer deixar para trás as forças do passado e do extremismo.

PorLusa
© Lusa

O presidente da Iniciativa Liberal (IL) pediu esta quinta-feira aos portugueses para votarem no seu partido para que seja a terceira força política em Portugal e, assim, deixar para trás as forças do passado e do extremismo.

"Pôr a Iniciativa Liberal em terceiro lugar é deixar para trás as forças do passado, as forças do extremismo, os inimigos da democracia e os inimigos do progresso", advertiu João Cotrim de Figueiredo, num jantar no Porto, cidade onde passou o penúltimo dia de campanha eleitoral.

O liberal ganhou confiança com as sondagens que dão o terceiro lugar na votação nacional das eleições legislativas de domingo à IL, e pediu aos portugueses de todos os partidos para lhe darem um voto de confiança para que as previsões se confirmem.

"Tudo o que soubemos hoje e todo este crescimento da onda liberal leva-me a fazer um último apelo a todos os portugueses de todos partidos, todos os sistemas partidários na Europa têm evoluído e se querem que essa evolução não passe por partidos extremistas então votem IL", sublinhou.

E acrescentou: "Ponham a IL em terceiro lugar e evitem que isso aconteça".

Repetindo a máxima de que o "liberalismo funciona e faz falta", Cotrim de Figueiredo alertou os eleitores que se querem que no terceiro lugar esteja uma força política "moderna, dinâmica e reformista" então é votar no liberalismo em 30 de janeiro.

Um voto na IL nunca viabilizará um governo PS, nunca permitirá uma solução governativa que implique o Chega e nunca contribuirá para a "ressurreição da 'geringonça' 3.0", garantiu.

Cotrim de Figueiredo afirmou que se estas intenções de voto se confirmarem no domingo será sinal de que fizeram uma "grande campanha" e que os portugueses perceberam e concordaram com as propostas liberais.

Relacionados

Veja Também

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG