PSD indica Pinto Moreira para presidente da comissão e Coelho Lima para coordenador

Joaquim Pinto Moreira é deputado pela primeira vez na atual legislatura.

PorLusa
© Manuel de Almeida/Lusa

O PSD indicou esta sexta-feira o vice-presidente da bancada Joaquim Pinto Moreira para presidente da comissão eventual de revisão constitucional e André Coelho Lima, ex-'vice' do anterior líder, Rui Rio, para coordenador.

De acordo com a informação divulgada pelo Grupo Parlamentar do PSD, a vice-coordenadora será a advogada Mónica Quintela e serão efetivos na comissão os também 'vices' da bancada Paula Cardoso e Alexandre Poço e os deputados Sara Madruga da Costa, Paulo Moniz e Emília Cerqueira.

Joaquim Pinto Moreira, advogado e ex-presidente da Câmara de Espinho, é deputado pela primeira vez na atual legislatura, e muito próximo do presidente do PSD, Luís Montenegro.

Pinto Moreira protagonizou hoje um incidente parlamentar com o presidente da Assembleia da República, acusando Santos Silva de não conseguir "despir a camisola do PS" a propósito da não admissão do projeto de resolução do PSD que pedia um referendo à despenalização da eutanásia.

Já André Coelho Lima, também advogado, foi vice-presidente do partido e da bancada durante a liderança de Rui Rio.

Serão suplentes, pelo PSD, o líder parlamentar Joaquim Miranda Sarmento, os 'vices' da bancada Catarina Rocha Ferreira, Clara Marques Mendes e Hugo Oliveira e os deputados Jorge Paulo Oliveira, António Prôa, Cristiana Ferreira e Márcia Passos.

O PS já tinha anunciado hoje que irá indicar a ex-ministra da Saúde Marta Temido para vice-presidente da comissão eventual de revisão constitucional e terá o líder parlamentar, Eurico Brilhante Dias, como último suplente da lista.

O Grupo Parlamentar do PS escolheu para o lugar de coordenador e de vice-coordenador dois constitucionalistas: Pedro Delgado Alves, antigo líder da JS e vice-presidente da bancada; e Isabel Moreira, que faz parte do Secretariado Nacional deste partido.

Entre os 10 efetivos do PS nesta comissão, estão seis deputadas, entre elas a ex-ministra Alexandra Leitão, Fátima Pinto, Patrícia Faro (em representação das Mulheres Socialistas) e Marta Freitas (em representação da Madeira), além das já referidas escolhas de Marta Temido e Isabel Moreira.

Integram ainda os efetivos António Monteirinho (deputado de um círculo do interior do país), Sérgio Ávila (em representação dos Açores) e Francisco Dinis (em representação da JS).

Já entre os 10 suplentes, o PS indicou seis deputados e quatro deputadas: Anabela Real, Fátima Fonseca, João Paulo Rebelo, Maria Begonha, Miguel Rodrigues, Nelson Brito, Pedro Cegonho, Romualda Fernandes, Sara Velez, Tiago Estevão Martins e Eurico Brilhante Dias.

A criação da comissão eventual de revisão constitucional será votada hoje em plenário e deverá tomar posse na próxima semana.

Os oito partidos com assento parlamentar apresentaram projetos de revisão constitucional, depois de o Chega ter desencadeado o processo com uma iniciativa admitida na Assembleia da República em 12 de outubro.

Relacionados

Veja Também

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG