Rio acusa PS de "montar campanha negra" e de "incutir o medo e a confusão"

O líder do PSD já tinha acusado António Costa de deturpar as propostas do PSD. Rui Rio considera que os ataques do Partido Socialista são "vergonhosos".

PorTSF
© Tiago Petinga/Lusa

Apesar de considerar compreensível que o PSD seja criticado à direita e à esquerda, Rui Rio acusa o PS de "incutir o medo e a confusão", afirmando que "é vergonhosa" a forma como o Partido Socialista "monta uma campanha negra" ao deturpar as propostas do PSD.

"É compreensível que o PSD seja criticado à direita e à esquerda, mas no caso dos ataques do PS é vergonhosa a forma como monta uma campanha negra, deturpando as propostas do PSD, truncando as minhas afirmações e procurando incutir o medo e a confusão. O seu nível é muito baixo", escreveu Rio numa publicação na rede social Twitter.

Na terça-feira, Rui Rio lamentou que a campanha esteja a baixar de nível, acusando o PS e, em particular, António Costa, de estar permanentemente a deturpar as propostas do PSD para o país. Em Évora, o líder social-democrata disse que o secretário-geral do PS, na iminência de uma derrota, devia, pelo menos, ter alguma dignidade em fim de ciclo.

"Eu não vou deturpar nada do que ele diz, eu não vou pegar no programa do PS e não me vou pôr a dizer às pessoas aquilo que não está lá. As críticas que eu faço são àquilo que lá está verdadeiramente ou àquilo que ele diz verdadeiramente, não vou inventar. Acho que o doutor António Costa está efetivamente na iminência de perder as eleições. Acho que ele, por aquilo que fez na política ao longo de toda a sua vida, podia perdê-las com dignidade, e não ande agora aqui a amedrontar as pessoas", afirmou.

António Costa respondeu a Rui Rio e acusou o líder social-democrata de estar a esconder o seu verdadeiro programa eleitoral.

"O doutor Rui Rio devia apresentar aos portugueses o seu verdadeiro programa e não esconder o seu verdadeiro programa", disse durante uma ação de campanha em Coimbra. A ideia repetiu-se pouco depois: "O PSD tem de assumir o seu programa."

O líder socialista disse que os portugueses compreendem que "é necessário darem uma vitória ao PS no próximo domingo" e voltou a dar uma alfinetada ao PSD, porque "cada partido deve expor o seu o programa, não o esconder, porque não deve haver gato escondido".

LEIA AQUI TUDO SOBRE AS LEGISLATIVAS 2022

Relacionados

Veja Também

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG