Sem "cartas na manga", Costa disponível para "debater política" com Rui Rio

O secretário-geral do PS respondeu a Rui Rio na arruada de Santa Catarina, na terra natal do presidente social-democrata, o Porto.

PorFrancisco Nascimento
© Miguel A. Lopes/Lusa

António Costa voltou a não responder a Rui Rio, que acusou o PS de fazer uma "campanha negra", deturpando as propostas do PSD, mas mostrou-se disponível para "falar sobre políticas". O líder socialista, com a enchente no Porto, mostrou-se confiante de que "o país vai continuar a avançar".

O PS fez esta tarde a mítica arruada de Santa Catarina, que juntou centenas de pessoas na rua. António Costa liderou a comitiva socialista, que contou com o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, que marcou presença pela primeira vez na campanha.

Tiago Barbosa Ribeiro, antigo candidato à presidência da câmara do Porto também esteve na arruada, assim como o ministro João Pedro Matos Fernandes, o terceiro nome da lista de candidatos pelo círculo do Porto.

Sobre as declarações de Rui Rio, que acusou o PS de fazer uma "campanha negra", António Costa voltou a dizer que "não joga pingue-pongue" com o presidente do PSD. Ainda assim, está disponível para falar sobre as propostas.

Costa diz que quando Rio "quiser debater política", lá estará.

Your browser doesn’t support HTML5 audio

"Quando o doutor Rui Rio quiser debater política, debatemos política. Agora, o que nós temos é uma opção clara: continuar a avançar com o PS", disse.

Costa acrescentou que o "voto certo e seguro" é no PS "para não termos nenhum Governo refém da extrema-direita".

Sobre a multidão na Rua de Santa Catarina, o líder socialista vê-a como um "sinal muito importante" e aproveitou para apelar ao voto.

"É um sinal muito importante da energia que o país está a mobilizar para uma grande votação no domingo. Há todas as condições para que as pessoas votem em segurança. Renovo o apelo para que haja uma grande votação, para garantir a estabilidade e o progresso do país", afirmou.

O líder socialista disse ainda que o partido "afirma com clareza ao que vai, sem "cartas escondidas na manga".

O dia de campanha socialista termina em Almada, com um comício, às 21h00. António Costa segue viagem de avião

Em Almada, Sampaio da Nóvoa, antigo candidato a PR junta-se à comitiva, e na quinta-feira será Manuel Alegre.

No encerramento da campanha, o presidente do Conselho Económico e Social, Francisco Assis, junta-se aos socialistas no Porto. Francisco Assis chegou a ser apontado como candidato do PS a deputado, o que não se confirmou.

LEIA AQUI TUDO SOBRE AS LEGISLATIVAS 2022

Relacionados

Veja Também

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG