Transportes grátis. Carlos Moedas pode contar com CDU para aprovar algumas medidas

Uma das promessas de campanha de Carlos Moedas era a de garantir a gratuitidade dos transportes públicos para quem tem menos de 23 anos e mais de 65. A CDU já manifestou abertura para aprovar a medida.

PorRui Polónio e Catarina Maldonado Vasconcelos
© André Luís Alves/Global Imagens

Ana Jara, vereadora da CDU, afirma que os comunistas estão disponíveis para viabilizar os transportes públicos gratuitos em Lisboa, uma das medidas que Carlos Moedas já anunciou para a capital. O autarca eleito quer garantir a gratuitidade dos transportes públicos para quem tem menos de 23 anos e mais de 65. Outras das promessas de campanha assentavam na redução das tarifas da EMEL e na reformulação das ciclovias.

Carlos Moedas prepara-se, no entanto, para gerir a Câmara da capital sem maioria. A coligação Novos Tempos elegeu sete vereadores, o mesmo número que o Partido Socialista. A CDU tem dois vereadores em Lisboa e o Bloco de Esquerda tem uma vereadora a representar o partido. A vereadora reeleita pela CDU em Lisboa já assinalou, nesta segunda-feira, em declarações à TSF, que o presidente da Câmara pode contar com os comunistas para algumas das alterações já adiantadas para a mobilidade. "Algumas delas coincidem com as posições ou com o programa que a CDU tem e que foi votado e reforçado. Uma das medidas que temos é a implementação progressiva da gratuitidade dos transportes públicos em Lisboa."

Ouça as declarações de Ana Jara.

Your browser doesn’t support HTML5 audio

Quanto às ciclovias, a CDU, de acordo com Ana Jara, tem tido uma posição "crítica da forma como têm sido implementadas, mas valorizando o crescimento desta rede, com propostas concretas, até para a gratuitidade da Gira". Ana Jara promete uma maior oposição no que diz respeito aos circuitos de bicicletas pela cidade. "Acreditamos num planeamento participado, transparente, com discussão", relativa a algumas zonas da cidade, como Almirante Reis, onde a "não discussão pública foi evidente", detalha a vereadora eleita.

"Veremos sempre com bons olhos o planeamento do tráfego e da própria avenida. Na verdade, a avenida Almirante Reis não tem planeamento integrado há muito tempo."

Outra das apostas de Moedas tem que ver com a circulação no rio Tejo, que quer ver transformado numa hidrovia com barcos táxi entre Algés e o Parque das Nações.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG