Ventura diz que bloco central seria "uma dádiva dos céus" para o Chega

Líder do Chega tem dedicado duras críticas aos líderes de PS e PSD.

PorLusa
© Lusa

O presidente do Chega, André Ventura, afirmou hoje que uma solução de bloco central, que junte PS e PSD, seria "uma dádiva dos céus" para o seu partido.

No caso de ser firmado um acordo entre PS e PSD, o Chega "será o líder da oposição", a confirmar-se a possibilidade de ser a terceira força política, notou André Ventura, que falava aos jornalistas antes do último jantar-comício da campanha, no Barreiro, distrito de Setúbal.

Ouça aqui as declarações de André Ventura.

Your browser doesn’t support HTML5 audio

"Eu não quero dizer isto, mas isso era uma dádiva dos céus. Foi o que aconteceu em Espanha, em que o PSOE teve que se juntar com todos os outros e o Vox [partido de extrema-direita espanhol] tem 20% nas sondagens", afirmou.

O presidente do Chega alertou para a possibilidade de se estar "a cozinhar um Governo do bloco central", considerando "grave" os dois partidos "não o terem dito durante a campanha eleitoral, que é quando o deveriam ter dito".

"Portanto, acho que se PS e PSD se entenderem por não conseguirem ir de acordo às bandeiras do Chega, para nós ótimo. Ficaremos a liderar a oposição", frisou.

LEIA AQUI TUDO SOBRE AS LEGISLATIVAS 2022

Relacionados

Veja Também

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG