António Costa classifica como «desastrosas» alterações à lei do financiamento pardidário

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, em declarações à SIC Notícias, considerou que as alterações à lei do financiamento partidário, que já foram aprovadas no Parlamento, são «desastrosas».

Há mais uma voz contra as alterações à lei do financiamento partidário, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa.

O socialista disse ontem à noite na SIC Notícias, que a proposta que foi aprovada pelo Parlamento e que mereceu o consenso de todos os partidos é «desastrosa».

«A legislação sobre os partidos para além do que é, é também aquilo que parece ser e desse ponto de vista esta iniciativa é desastrosa porque o que parece ser, é o que não devia ser», sublinhou António Costa.

«Acredito pouco neste desvario legislativo que tem existido ao longo dos últimos anos. A lei do financiamento partidário deve ser a lei mais alterada que alguma vez existiu em Portugal. Eu acredito muito num sistema mais simplificado, mas também mais claro», acrescentou.

As alterações à lei do financiamento partidário receberam apenas o voto contra do deputado socialista António José Seguro e a abstenção da também socialista, Matilde Sousa Franco.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de