Ministro da Economia sem dúvidas: "Aquilo que aprovámos é muito poderoso"

O Governo esteve reunido esta quinta-feira para discutir novas medidas para fazer face à Covid-19.

O Governo apresentou novas medidas para fazer frente ao novo coronavírus. Em entrevista à SIC, o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, defende que a "função do Estado é tentar reduzir a incerteza" e confia nas medidas anunciadas para combater a crise provocada pela pandemia.

"Aquilo que aprovámos hoje e nos últimos dias é muito poderoso", disse, sublinhando que as medidas são "um ventilador para as empresas que já sentem dificuldades".

"O que estamos a fazer é mesmo aliviar as obrigações perante o Fisco, Segurança Social, sistema bancário e trabalhadores. Isto dá a possibilidade de respirar", sublinha Siza Vieira, reforçando que "as medidas são para premiar as empresas que mantenham o emprego".

O ministro da Economia reitera que os próximos meses vão ser duros para as empresas, mas insiste que o melhor que os empresários têm a fazer é assegurar a manutenção dos postos de trabalho.

"Sabemos que quanto mais conseguirmos preservar os negócios, proteger o emprego, assegurar que as famílias mantenham o rendimento, mais vigorosa vai ser a nossa retoma", defende.

Entre as medidas apresentadas pelo Executivo após o Conselho de Ministros, está o alargamento do regime de lay-off para o apoio às empresas. As companhias neste regimenão podem despedir trabalhadores, e para que a candidatura seja válida, a entidade não pode ter dívidas ao fisco.

Outras Notícias

Patrocinado

Apoio de

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de