Bazuca "é oportunidade única para mudar país"

António Costa voltou a destacar o PRR, no encerramento da campanha eleitoral em Viseu, um concelho que o PS nunca venceu.

António Costa lembra a solidariedade da União Europeia, com uma bazuca "que é uma oportunidade única" para mudar o país. No encerramento da campanha eleitora, Costa terminou a pedir aos portugueses que "vierem a página" com a mesma solidariedade com que enfrentaram a pandemia.

"É a oportunidade para um país que está a investir. Quem está mais próximo do centro da Península Ibérica é Viseu, não é Lisboa", diz, destacando a importância do concelho para o desenvolvimento do país.

O secretário-geral do PS e primeiro-ministro reforçou que Portugal está perto "de virar costas" à pandemia, graças à solidariedade dos portugueses e a recetividade à vacina.

"Temos que olhar para o futuro, trazendo novas vontades e oxigénio para as nossas terras", apontou.

Costa lembrou que o Governo "respondeu com solidariedade e não com austeridade", fugindo aos 18 por cento de desemprego da crise anterior.

"Nunca ultrapassámos os oito por cento de desempregados", lembra, referindo que é objetivo do Governo criar emprego mais qualificado para os jovens.

O primeiro-ministro lembra ainda os mais velhos, que "nunca podem ser esquecidos". "É no sentido de solidariedade de gerações que temos que investir, apoiando os mais idosos que têm direito a viver a sua vida com dignidade, que nunca podem ser esquecidos", disse.

"As oportunidades do futuro passam por atrair novas empresas. Quem não liga à importância do ensino superior, não está em condições de garantir o futuro", atira, lembrando que em 2015 apenas 40 localidades tinham ofertas no ensino superior. Com o Governo socialista são 134 localidades.

O primeiro-ministro começou o discurso de encerramento da campanha eleitoral a falar, mais uma vez, no Serviço Nacional de Saúde (SNS). Costa lembrou que o país tem vivido um ano e meio muito difícil, "nunca será suficiente agradecer a competência dos profissionais de saúde".

"Foi um ano e meio onde o SNS foi posto à prova, e teve as portas abertas para todos. Mostrou porque é que é essencial ter um SNS universal e gratuito", explicou.

António Costa encerrou a campanha eleitoral para as eleições autárquicas em Viseu, um concelho onde o PS nunca venceu a autarquia. O secretário-geral do PS destacou que muitos perguntaram o porquê de ir encerrar a campanha ao concelho.

"A resposta está dada com a vossa presença. No domingo, Viseu vai mudar", atirou.

O candidato do PSD é Fernando Ruas, que deixou a autarquia em 2013 pela limitação de mandatos. Almeida Henriques sucedeu-lhe, e ficou à frente dos destinos do município até abril deste ano, quando morreu na sequência de complicações provocadas pela Covid-19.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de