BE acusa Moedas de colocar gratuitidade dos transportes públicos na gaveta

Líder do Bloco de Esquerda afirma que, 15 reuniões de câmara depois, o presidente da Câmara de Lisboa ainda não quis discutir a medida.

O Bloco de Esquerda acusa Carlos Moedas, presidente da Câmara de Lisboa, de colocar na gaveta a gratuitidade dos transportes públicos na capital, uma das medidas que anunciou em campanha. A iniciativa de avançar com uma medida idêntica fazia parte do programa eleitoral dos bloquistas e foi apresentada à autarquia em meados de dezembro.

Catarina Martins afirma agora que, 15 reuniões de câmara depois, o autarca ainda não quis discuti-la porque, de facto, não a quer implementar.

"Houve uma bandeira, que foi de vários partidos, de um caminho para a gratuitidade dos transportes públicos, mas o Bloco de Esquerda é o único que apresentou a proposta. Carlos Moedas está a bloquear o seu agendamento e não apresenta, entretanto, nenhuma proposta alternativa. Já lá vão mais de quatro meses desde que o Bloco apresentou a proposta e não sabemos nada. Sabemos que, depois de a proposta ser aprovada, ainda vai passar tempo até à sua implementação porque é preciso uma negociação e estamos com um problema: saber quem quer mais transportes públicos, mais baratos e mais rendimento nos bolsos das famílias ou quem quer apenas uma bandeira eleitoral e deixar tudo na mesma", acusou Catarina Martins.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de