Berardo em risco de perder condecorações. Conselho reúne-se para tomar decisão

O empresário Joe Berardo pode perder as condecorações, depois das declarações na comissão de inquérito à CGD. O Conselho das Ordens Nacionais vai reunir-se para discutir a situação.

O Conselho das Ordens Nacionais vai reunir-se, esta sexta-feira, dia 17 de maio, para discutir as condecorações atribuídas a Joe Berardo, confirmou a Presidência da República à TSF.

Depois de Joe Berardo ter estado na comissão de inquérito à Caixa Geral de Depósitos, como um dos maiores devedores do banco público, o conselho vai realizar uma reunião extraordinária para perceber se as condecorações do empresário devem ser retiradas.

O Conselho das Ordens Nacionais é liderado por Manuela Ferreira Leite é responsável por elaborar as listas das condecorações, mas também por avaliar retirada das mesmas.

Presidente não faz "oposição" aos conselhos

Marcelo Rebelo de Sousa comentou a situação e garantiu que a decisão tem de ser tomada pelo Conselho das Ordens Nacionais. "Quando se trata de avaliar comportamentos, nomeadamente no seu respeito pelas instituições, os Conselhos das Ordens são independentes, abrem processos de inquérito, escolhem relatores, os relatores apuram a realidade e no fim há uma decisão que apresentam ao Presidente da República", explicou.

"O Presidente o máximo que pode dizer é que não vê qualquer oposição a que os conselhos exerçam livremente esses poderes, tudo o resto, que é predeterminar o comportamento dos conselheiros, isso não deve fazer", acrescentou o chefe de Estado.

Na manhã desta quarta-feira, o CDS comunicou, numa nota enviada às redações, que remeteu uma carta ao presidente da Assembleia da República para que, por intermédio de Ferro Rodrigues, a chanceler das Ordens Nacionais seja informada acerca "das declarações e atuação do Senhor José Manuel Rodrigues Berardo".

O processo disciplinar visa a irradiação dos quadros da Ordem, depois de Berardo ter sido ouvido na Assembleia na última sexta-feira. Nuno Melo, do CDS, já se tinha posicionado relativamente a Berardo, com a alegação de que o colecionador de arte "não merece ser comendador de coisa nenhuma".

LER MAIS:

- Joe Berardo é "um vampiro e um caloteiro assumido"

- CDS quer que título de comendador seja retirado a Joe Berardo

- "O meu nome tem servido para justificar todos os males da Caixa"

- Marcelo exige "mais responsabilidade" a Berardo

- A tragicomédia de Berardo no Parlamento num minuto

- Berardo "não merece ser comendador de coisa nenhuma"

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados