Candidato do Chega é comparado a Humberto Delgado e diz ser herdeiro de Sá Carneiro

André Ventura faz comício drive-in em Leça da Palmeira, onde reune cerca de 150 carros.

Na noite fria, junto à praia do Aterro, em Leça da Palmeira, os carros iam chegando e a animadora de serviço dando orientações. "Mantenham-se dentro dos carros ou próximos, mantenham o distanciamento social porque este comício já está a ser um sucesso", gritava.

Luzes dos carros acesas, muitas buzinadelas, mas André Ventura tardava em chegar. "Bem-vindos ao primeiro comício drive-in realizado em Portugal", saudava outro animador.

Finalmente, o candidato do Chega surge, conduzido sempre num carro preto com vidros fumados e vigiado de perto pelos seguranças. Cabe a José Lourenço, presidente da distrital do Porto, proferir as primeiras palavras. E logo com uma comparação de peso: "O General Humberto Delgado ficou conhecido pelo General Sem-Medo e André Ventura é feito da mesma massa, não tem medo", exclama, perante os aplausos e apitadelas de carros.

Quando sobe ao palco, Ventura refere que não sabe se é possível comparar-se ao General que enfrentou Salazar, mas, sem modéstia, exclama que quer ser "o herdeiro do enorme projeto de transformação que teve o nome de Francisco Sá Carneiro".

Aos apoiantes que estavam presentes nos cerca de 150 carros que participaram neste comício drive-in, o candidato do Chega não se cansou de apelar ao voto para fazer a "revolução". "Nós somos o exército popular português, porque é de nós que partirá a capacidade de regenerar este país", atirou.

No comício não faltaram as habituais criticas do candidato da extrema-direita, tanto a Ana Gomes como a Marcelo Rebelo dre Sousa, a quem chama "o Presidente da esquerda".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de